• Giro Retrô

Túnel do tempo na literatura brasileira

Atualizado: Jun 10

Muitas editoras estão oferecendo descontos e até mesmo, livros digitais gratuitos. A Amazon reuniu uma série deles e para acessá-los é bem facinho. É só fazer o download gratuito dos aplicativos de leitura Kindle. Você consegue baixar pelo Apple Store, Google Play, Windows Store ou na Amazon App Store, se cadastrar e aproveitar.

E dando um giro pelo site da Amazon, nos deparamos com alguns depoimentos bem interessantes. Vocês se lembram dos livros “obrigatórios” do tempo de colégio? Muitas vezes por ser uma leitura destinada para provas e trabalhos, não rolou muita magia, não é?

Então pensamos: que tal darmos uma nova oportunidade para eles? Selecionamos alguns livros que certamente estiveram na sua lista do colégio ou para o vestibular.


"Que tal a gente dar uma volta nos clássicos da literatura brasileira? Para te ajudar nessa viagem, listamos alguns clássicos incríveis para você que não leu, ter a oportunidade de lê-los ou se você já leu, para que os releia com outros olhos".


1. Dom Casmurro, Machado de Assis (publicado em 1989)


Obra da literatura brasileira famosa mundialmente. Conta a história do narrador-personagem Bento Santiago, o advogado recluso e calado que recebe e adota o apelido mencionado no título da obra. As ambiguidades de Bentinho moldam o mais famoso “narrador não confiável” da nossa literatura.


Dom Casmurro - Machado de Assis (1899)

2 - O Cortiço, Aluísio Azevedo, 1890

A história se passa numa habitação coletiva da capital do Segundo Império com uma espetacular representação da vida cotidiana da cidade do Rio de Janeiro. Um retrato da realidade brasileira que ainda tem o poder de emocionar e inquietar mais de um século depois.


O Cortiço - Aluísio Azevedo (1890)

3 - Sentimento do mundo, Carlos Drummond de Andrade, publicado pela primeira vez em 1940

Os 28 poemas deste livro foram produzidos entre 1935 e 1949 e traz o olhar do poeta sobre o mundo à sua volta. É uma obra que retrata um tempo de guerras, de pessimismo e sobretudo, de dúvidas sobre o poder de destruição do homem.


Sentimento do Mundo - Carlos Drummond de Andrade (1940)

4 - Macunaíma: O herói sem nenhum caráter, Mário de Andrade (1928)

Com o subtítulo “Herói sem Nenhum Caráter”, o livro condensa boa parte do ideário do primeiro modernismo brasileiro. O enredo concentra-se na vida adulta do índio negro Macunaíma, que vive uma série de aventuras para recuperar seu amuleto perdido. A intenção dele era sair do padrão. Sua ideia era provocar, inquietar, chocar. E conseguiu!

Macunaíma: O herói sem nenhum caráter - Mário de Andrade (1928)

E aí, gostou desses clássicos da literatura brasileira? Já leu algum deles? Já se permitiu reler essas histórias? Conta pra gente! Se não leu, aproveite esse tempinho em casa, e coloque seus livros em dia.



Por Thalita Rodrigues